fbpx
Brasília Shopping (61) 3327-0523 / Taguatinga (61) 3352-5735

Flúor: aplicação tópica

O flúor é um mineral acrescentado na água e em cremes dentais, na forma de fluoreto, em concentrações adequadas para a formação de fluoreto de cálcio nos dentes, que promove a proteção deles. Quando entra em contato com o dente, o flúor é absorvido pelo esmalte e interage com o cálcio e faz com o que os ácidos produzidos pelas bactérias não tenham pH baixo o suficiente para promover a desmineralização do dente.

O processo contínuo de desmineralização é um risco para os dentes, que leva a formação de lesões iniciais de cárie podendo chegar à formação de cavidades. Na presença do flúor os minerais que foram depositados na superfície do dente previnem a perca de mineral do esmalte no processo de desmineralização. Assim, o flúor além de prevenir a formação da cárie, também ajuda a reparar o dentes durante o processo inicial da doença.

O uso de flúor em consultório não está indicamos para todos os pacientes, mas quando necessário a aplicação duram poucos minutos. O flúor de uso profissional pode estar na forma de uma solução, gel, espuma ou verniz. Ele pode ser aplicado sobre os dentes com um microbrush ou escova, podendo ainda ser usado na forma de bochecho ou com uma moldeira, mantida na boca por alguns minutos.

Qual a frequência de aplicação do flúor?

A frequência está relacionada à existência de lesões cariosas, cavitadas ou não, que por sua vez estão relacionadas à capacidade da criança de desorganizar a placa bacteriana dos dentes, ou seja, quanto melhor e mais caprichada a higiene bucal, menor será a frequência necessária de aplicação tópica de flúor. Assim, dependendo do caso da criança, pode ser recomendada a aplicação de flúor a cada 3, 6 ou 12 meses. É possível a recomendação também de alguns outros métodos de prevenção adicionais para evitar o desenvolvimento de cárie dental.

Tire suas dúvidas