Aquarela Kids – Odontopediatria

Odontopediatria

Odontopediatria

A odontopediatria é uma área específica da odontologia especialista em cuidar da saúde bucal das crianças, adolescentes e também das grávidas. O objetivo principal dessa especialidade é começar os cuidados na parte de prevenção e diagnóstico, e seguir até o tratamento, controle e manutenção da saúde bucal dos pequenos e das mamães.

Primeiros cuidados com os bebês

As consultas da odontopediatria, diferente do que muitos pensam, devem começar durante a gravidez, orientando a mãe sobre os principais cuidados que devem ter para garantir a perfeita formação dos dentes dos bebês. Após o nascimento, a odontopediatra acompanha o bebê, observa se há alterações e instrui os pais sobre higienização e eventuais problemas.

Acompanhamento odontopediátrico

Com a erupção dos dentes, o dentista deve observar alterações de forma, tamanho, sequência de erupção ou até mesmo ausência de algum dente. Nessa fase é importante também a instrução de como deve ser feita a higiene dos dentes, evitando assim a formação de cárie e outras doenças nos dentes e na boca. Os pais devem ficar atentos a frequência de ingestão de doces, mamadeiras, açúcares nos sucos, leites, refrigerantes, entre outros cuidados.

Odontopediatra e Ortodontista

Quando os primeiros dentes de leite começam a cair e os permanentes começam a nascer, é necessário uma avaliação geral da odontopediatra junto com um ortodontista para que se observe a posição dos dentes, o crescimento dos arcos dentários e possíveis extrações. Nessa fase o acompanhamento odontopediátrico é muito importante pois procura guiar a erupção dos dentes permanentes da melhor forma possível. A orientação deve estender-se ao longo do desenvolvimento da criança, por meio de um trabalho contínuo a fim de garantir a saúde bucal.

Cuidados com as crianças

Primeira consulta em odontopediatria

Prevenção de cárie

Aplicação tópica de flúor

Aplicação de selante

Restaurações

Limpeza dos dentes

Extração

Hipomineralização do molar e incisivo

Flúor: aplicação tópica

 

O flúor

O flúor é um mineral acrescentado na água e em cremes dentais em concentrações adequadas para a formação de fluoreto de cálcio nos dentes que promove a proteção deles. Quando entra em contato com o dente, o flúor é absorvido pelo esmalte, interage com o cálcio. Isso faz com o que os ácidos produzidos pelas bactérias não tenham pH baixo o suficiente para promover a desmineralização do dente. 

O processo contínuo de desmineralização é um risco paraos dentes, ele leva a formação de lesões iniciais de cárie podendo até levar a formação de cavidades. Na presença do flúor os minerais que foram depositados no esmalte do dente previnem a dissolução do esmalte no processo de desmineralização. Assim, o flúor além de prevenir a formação da cárie, também ajuda a reparar o dentes durante o processo inicial da doença.

Os tratamentos odontológicos com flúor geralmente duram poucos minutos. O flúor pode estar na forma de uma solução, gel, espuma ou verniz. Ele pode ser aplicado sobre os dentes com um microbrush ou escova, pode ser usado na forma de bochecho ou ainda colocado em uma moldeira que é mantida na boca por alguns minutos.

Qual a frequência de aplicação do flúor?

A frequência está relacionada à capacidade da criança de desorganizar a placa bacteriana dos dentes, ou seja, quanto melhor e mais caprichada a higiene bucal, menor será a frequência necessária de aplicação tópica de flúor. Assim, dependendo do caso da criança, pode ser recomendada a aplicação de flúor a cada  3, 6 ou 12 meses. É possível a recomendação também de alguns outros métodos de prevenção adicionais para evitar o desenvolvimento de cárie dental.

Profilaxia: limpeza dos dentes

A limpeza dos dentes

A limpeza dos dentes é chamada de profilaxia. A profilaxia é uma limpeza profissional dos seus dentes. Ela promove uma higienização mais completa e serve como um auxiliar da escovação diária. A diferença da escovação diária é que na profilaxia são usados produtos específicos encontrados apenas no consultório odontológico.

Objetivo da limpeza dos dentes

Muitas pessoas não sabem, mas todas as vezes que comemos ocorre a formação de uma película de bactérias sobre os nossos dentes, essa película é facilmente removida com uma escovação bem realizada. Entretanto, quando a escovação é precária e essa película não é removida, ela acaba mineralizando e formando placa bacteriana, cálculo ou tártaro.

O deposito da placa bacteriana e seu acúmulo podem levar ao desenvolvimento de gengivite, doenças periodontais e a formação de cárie. Dessa forma, é muito importante a remoção diária por meio de escovas de dentes e pasta dental, além de um acompanhamento com um dentista. 

Indicação

 Ela é indicada para crianças de todas as idades e normalmente é feita com escovas rotatórias e pasta profilática, ultrassom ou jato de bicarbonato. A profilaxia é diferente da limpeza diária por ser feita com materiais específicos odontológicos especializados na limpeza dos dentes. O objetivo principal é a remoção completa da placa bacteriana e a limpeza total dos dentes, removendo o depósito de placa bacteriana para garantir uma melhor saúde bucal. É comum finalizar com a aplicação tópica de flúor, apesar de não ser necessária em todos os pacientes.

Com que frequência deve ser feita a limpeza dos dentes

A frequência da limpeza depende do nível de acúmulo de placa nos dentes e da capacidade de remoção com a escovação diária. Normalmente é recomendado que se faça uma limpeza nos dentes a cada 6 meses no máximo, entretanto, essa frequência pode ser alterada caso a odontopediatra perceba um maior acúmulo ou dificuldades de remoção da placa bacteriana por parte da criança ou dos pais.

 

 

Primeira consulta em Odontopediatria

Odontopediatria: primeira consulta

Escolher quando será primeira consulta da criança com um odontopediatra é um grande desafio para os pais. Muitos pais tem receio dos filhos sentirem medo e se preocupam quando choram muito, mas não precisa necessariamente ser assim. A consulta é um momento de aprendizado que visa deixar as crianças confortáveis na cadeira, é um trabalho conjunto dos pais e do dentista.

 

O papel dos pais

Na verdade, os pais tem um papel muito importante. Sabia que a insegurança dos pais pode despertar uma certa insegurança e medo nos filhos? A dica é levar esse momento como uma coisa simples e rotineira, comentar sempre de forma positiva, buscar explicar a situação e deixá-los confortáveis.

A odontopediatra

O momento da primeira consulta odontológica precisa ser levado à sério. Um profissional preparado tem em mente a responsabilidade com o psicológico das crianças, deixando o atendimento o menos traumático possível. Nas primeiras visitas não serão realizadas procedimentos e sim um condicionamento para que a criança deposite sua confiança no profissional e fique feliz por estar naquele ambiente, buscamos deixar a experiência agradável e positiva.

O que vai acontecer na primeira consulta

É na primeira consulta que a criança conhece o consultório, conhece os sons e sensações dos equipamentos odontológicos e os pais são orientados quanto aos cuidados de higiene oral, alimentação, crescimento e desenvolvimento da oclusão, uso correto do flúor, trauma dental, além de esclarecer todas as dúvidas.

Quando levar no odontopediatra

A indicação é que leve a criança ao consultório o mais cedo possível. Isso permite que as visitas façam parte da rotina desde cedo e reduza o medo e a ansiedade. 

Qualquer dúvida entre em contato com a gente!

Avaliação de cárie

Cárie: o que é?

A cárie dentária é uma doença multifatorial, isso quer dizer que alguns fatores associados levam a evolução da cárie. Esses fatores são:

O que o açúcar tem a ver com a cárie? 

As bactérias consomem o açúcar liberando ácidos na superfície dos dentes. Esses ácidos vão provocar um desequilíbrio na acidez da saliva deixando os dentes mais susceptíveis à desmineralização, quando o dente vai perdendo os minerais da sua composição.

Será que é cárie?

A primeira manifestação da cárie é uma mancha branca. Ela fica dessa cor, pois com a perda dos minerais os espaços que eles ocupavam vão sendo preenchidos por ar e água. Se essa fase da cárie não for tratada, pode evoluir para uma cavidade, tratamento de canal e até perda do dente.

caria dentaria

Cárie precoce

A cárie precoce ou cárie da primeira infância é a doença mais frequente na infância!

É mais comum que asma e febre alta.

Ela é caracterizada pela presença de uma ou mais superfícies cavitadas em crianças de até 6 anos de idade. Podendo ser classificada como SEVERA quando acomete crianças menores de 3 anos. Ela afeta principalmente os incisivos superiores (dentes da frente) e tem progressão muito rápida.

Os principais fatores de risco são:

1. Amamentação em livre demanda, principalmente durante a noite/madrugada

2. Consumo excessivo de açúcar, seja guloseimas ou açúcar na mamadeira

3. Higiene oral precária

Como evitar:

– Evitar oferecer açúcar ou guloseimas às crianças. O açúcar é o principal vilão no desenvolvimento da doença cárie.

– Ter um bom controle da higiene oral. Como as crianças nessa idade ainda não possuem coordenação motora adequada para fazer a limpeza sozinhas, o cuidado e a participação dos pais é de fundamental importância.

– Regular a frequência da amamentação e evitar a livre demanda. Além da quantidade do açúcar, a alta frenquência com que ele é ingerido é crucial para o desenvolvimento das lesões de cárie.

– Avaliação do odontopediatra. As consultas preventivas com o dentista são muito importantes para que um diagnóstico precoce seja realizado e evite a instalação da doença.

Quando as lesões de cárie já estão instaladas, o tratamento restaurador é indicado assim que diagnosticado. O avanço da doença nos dentes de leite é muito rápido, e quanto mais postergar o tratamento, mais severa ela se torna. 

E agora odontopediatra?

Sabendo dos fatores que causam a cárie, a avaliação profissional vai muito além de um exame clínico oral pela odontopediatra, mas busca informações da dieta e higiene oral, afim de analisar o risco de cárie que cada criança apresenta e, a partir disso, traçar o melhor tratamento.

A prevenção é o tratamento mais eficaz contra a cárie, mas após a instalação da doença tratamentos restauradores são indicados.

E em Brasília?

Em Brasília, boa parte dos casos de cárie acometem preferencialmente os dentes recém irrompidos, como os primeiros molares que chegam na boca por volta dos 6 e 7 anos de idade. Isso acontece por não terem contato com os dentes opostos já que eles estão posicionados um pouco abaixo dos outros dentes.

Na Odontopediatria Aquarela Kids temos várias dicas para manter uma boca saudável.

Odontopediatra – Atendimento aos bebês

A odontopediatria é a área da odontologia especializada em cuidar da saúde do seu bebê, antes mesmo dos primeiros passos.

Os bebês na odontopediatria

É no primeiro atendimento ao bebê que é dada a orientação sobre a higiene oral, limpeza, quando necessária, dos rebordos gengivais e a preparação para a chegada dos primeiros dentinhos. Conheça 10 fatos sobre os bebês.

Durante a primeira consulta do bebê é realizado um exame minucioso da cavidade oral pelo odontopediatra, incluindo o “Teste da linguinha”. Não é incomum que muitas crianças apresentem dificuldades para se alimentar por apresentar a conhecida “língua presa”, diante disto, desde dezembro de 2014, por meio da Lei 13.002/2014, a realização do teste se tornou obrigatório nas maternidades. O diagnóstico dever ser feito por um profissional qualificado como o odontopediatra, para que determine o melhor tratamento e garanta a alimentação adequada ao bebê.

Odontopediatra

É com o odontopediatra que a criança tem seu primeiro contato com um dentista, por esse motivo, quanto antes este contato ocorrer, melhor será a imagem do dentista para essa criança, assim como nos contatos odontológicos posteriores.

Na primeira consulta do bebê os pais recebem, ainda, todas as orientações sobre a alimentação, hábitos e sobre o crescimento e desenvolvimento dos osso da face.

É imprescindível que os cuidados com a dentição sejam iniciados o mais precocemente, antes mesmo no irrompimento dos primeiros dentinhos, que ocorre entre os 6 e os 8 meses de idade.

 

 

Pré-Natal Odontológico

Por que a grávida deve procurar um dentista?

odntopediatra

Os cuidados durante a gravidez não se restringe às consultas médicas mês a mês e à alimentação saudável. Para garantir a saúde do bebê, a mãe deve incluir em  seu calendário de consultas o pré-natal odontológico. Poucas mamães sabem, mas durante a gestação muitos problemas orais podem acontecer.

Fatores orais importantes, relacionados com a gravidez:

Durante a gestação ocorre um aumento no nível dos hormônios estrógeno e progesterona, responsáveis também pela dilatação dos vasos sanguíneos, inclusive nos tecidos que fixam os dentes, o que torna gengiva mais susceptível às inflamações e sangramento gengival (gengivite). Vários trabalhos científicos tem mostrado a relação de partos prematuros, bebês de baixo peso e até pré-eclâmpsia com a inflamação gengival.

odontopediatra

Outro fator importante relacionado à saúde oral é o pH da saliva. É muito comum que durante a gestação as mulheres tenham enjoos e vômitos, isto deixa o pH mais ácido gerando um desequilíbrio na proteção natural dos dentes dado pela saliva. Estando o meio mais ácido associado à uma dieta rica em açúcar os dentes ficam mais susceptível à desmineralização e à instalação da doença cárie.

Pré-natal odontológico

É no pré-natal odontológico da odontopediatria que a mãe recebe as orientações sobre a higiene da cavidade oral do bebe, amamentação ou aleitamento materno e sobre alguns hábitos que o bebê pode adquirir como a sucção de dedos e chupetas, bem como o uso de mamadeiras.

Prevenção

Prevenção odontológica

O sorriso de uma criança é umas das coisas mais lindas e puras que podemos ver, e para que isto seja proporcionado é fundamental que os pais conheçam a importância dos dentes de leite. A odontopediatria ajuda os pais a entender.

escovar os dentes, escova de dentes, criança

Por serem temporários, esta importância pode ser negligenciada, o que pode causar grandes prejuízos à saúde oral. São eles:

-Desenvolvimento de cárie dental no dente de leite, que se não tratada pode evoluir para um tratamento de canal, podendo afetar a formação dos dentes permanentes;

– Perda precoce de um dente;

– Perda de espaço para a acomodação do dentes permanente,

– Problemas na fala e na digestão dos alimentos

Entre as funções dos dentes de leite, podemos destacar:

– Mastigar os alimentos – primeira etapa da digestão;
– Participa do crescimento e desenvolvimento adequado dos ossos da face;
– Influencia na pronúncia correta das palavras;
– Contribuir para a estética do sorriso da criança, garantindo sorriso harmônico, influenciando na autoestima e nas relações sociais;
– Manter o espaço para os dentes permanentes que irão substituí-los no futuro;

A Prevenção é mais importante 

criança no dentista, limpeza dental

Evitar a instalação de uma cárie ou problema periodontal é mais importante do que apenas tratar o problema depois de instalado, por isso a odontopediatra com a instrução e orientação para que as crianças aprendam os cuidados e não desenvolvam problemas bucais.

 Quando previnir 

 A atuação inicia-se com a gestante, orientando-a quanto aos cuidados com a sua saúde bucal e a do bebê que está para chegar. A atenção segue com o acompanhamento do bebê, desde o aparecimento dos primeiros dentinhos, toda a infância, até a adolescência, fazendo com que esse paciente chegue à vida adulta com um sorriso saudável, sem medo do tratamento odontológico. Sabendo disso, assim que souber da gravidez, as mamães devem procurar estas orientações junto à odontopediatra.

 Na odontopediatria, nossas crianças são instruídas e monitoradas, quanto aos cuidados com a higiene oral e alimentação, e quando necessário, são realizadas as intervenções devidas.

VÍDEO